.....................................................................................................Porque não só vives no mundo, mas o mundo vive em ti. .....................................................................................................

sexta-feira, 20 de março de 2015

Reunindo esforços contra o desmatamento



Quando observamos as notícias na mídia sobre os escândalos de corrupção no Brasil, e ligando tudo isso ao meio ambiente, pensamos logo na Amazônia, lá tão longe, pulmão do mundo, sendo invadida e destruída por grileiros, desmatadores impiedosos que, sem legalidade, acobertados pela corrupção reinante e pela lerdeza burocrática que pode levar de 8 a 10 anos para regularização, ficamos aflitos e bastante preocupados com o cenário cruel que está sendo formado. Então, o mercado de madeira torna-se atrativo e viabiliza uma prática que pode contribuir para o desmatamento na região em grande escala. A degradação tem sido tanta que áreas enormes sofreram queimadas e exploração em 1.116% neste último ano.
A fiscalização ainda é um grande instrumento de redução do desmatamento na Amazônia, mas se não reduzirmos a corrupção que está por trás das grandes empreiteiras e seus tentáculos espalhados por todo o país, nada terá efeito pro futuro.
Com o caos político que se instalou no Brasil nos últimos meses, a fiscalização está completamente abandonada nestes longínquos lugares e nunca se viu tanta devastação na floresta.

O Greenpeace chama a atenção para este problema gritante e diz:

"Esta é uma das imagens que nós podemos não ver mais daqui uns anos. A diversidade da Amazônia está ameaçada devido a exploração ilegal da madeira e o desmatamento desenfreado que a região sofre. Das 397 espécies de mamíferos amazônicos, 58% não existe em nenhum outro bioma, a destruição do nosso verde precisa parar, e somente nós podemos fazer isso."
-Vitória Régia-
Esta linda arara pode perder a sua casa devido a exploração ilegal de madeira em sua casa, ou seja, nas florestas do Brasil. Esse problema afeta a vida e a existência dela e de muitos outros animais.
O alerta sobre o desmatamento descontrolado que vem ocorrendo, não só feito pelo Greenpeace como pela grande mídia, como em O Estadão que diz: "O desmatamento acumulado entre agosto de 2014 e janeiro de 2015 - período que corresponde aos seis primeiros meses do calendário oficial de medição da devastação - chegou a 1660km2 .  O aumento foi de 213%  em relação ao período anterior, quando o desmatamento acumulado somou 513km2."

E o governo atual não faz nada sobre esta escalada de desmatamento violento e criminoso, ou seja, perdeu o controle e está focado a cada dia nos inúmeros escândalos e CPIs sobre a corrupção instalada e endêmica por todo o território nacional.
Enquanto isso ...

-Greenpeace Brasil-

Hoje, a CBN informou que o desmatamento da Amazônia aumentou em 282% em um ano e mapeamento feito pelo Instituto Imazon, detectou 42 quilômetros quadrados de áreas devastadas em fevereiro deste ano, número muito superior ao de 11 quilômetros quadrados registrados no mesmo período do ano passado.
O estado do Mato Grosso foi o que mais devastou áreas verdes.
No Pará, as plantações de dendê estão se expandindo e muitas áreas também já foram dizimadas, ameaçando florestas primárias.

Nessa escalada galopante de destruição do verde,  teremos um deserto em breve. Não podemos com isso, ficar apenas lendo por aqui e pelos meios de comunicação apenas, temos que atuar, não admitir que isto aconteça num futuro próximo, fazer alguma coisa!

A petição pelo desmatamento da Amazônia força o governo a tomar uma atitude e a nós, brasileiros, a nos comprometermos e tomarmos conta do que é nosso.  Portanto, deixo abaixo o link para que possamos conseguir salvar nossa floresta, enquanto ainda há tempo.
Por amor, assine!



Se toda a gente boa, se toda a gente amante da beleza, se toda a gente amante do justo e do honesto pudesse reunir esforços e opor-se contra a barbárie do mundo, este seria capaz de dignificar o homem e o ser humano e o mundo talvez pudesse ter um futuro.
– José Saramago



------------/--------------






sábado, 7 de março de 2015

Nosso Planeta em perigo.

Tumblr.

Quando todas as províncias do mundo estiverem abarrotadas
a ponto de seus habitantes não conseguirem subsistir onde estão,
nem migrar para outra parte ... o mundo irá purificar a si mesmo.
(Maquiavel)

Hoje, em todo o planeta, já somos mais de 7 bilhões de seres humanos, e justamente em virtude de nossa própria existência, estamos caminhando para um problema enorme em escala planetária, já que até o final deste século, seremos 5 bilhões a mais - tomamos muito espaço e devastamos com isso a natureza e os animais. Pesquisas revelam que em 4 décadas, o planeta perdeu mais da metade de seus animais selvagens. E, pelo nosso apetite voraz por combustíveis fósseis, assistimos a mudanças climáticas que vem causando danos irreparáveis e ameaçando em muito o futuro da Terra.

O livro que poderão ver on-line AQUI , contém imagens poderosas, mostrando as tragédias ecológicas e sociais que vem destruindo nosso mundo regido pela ganância e consumismo.
Através do passeio por essas imagens que mexem com o centro emocional de cada um de nós, o fotógrafo pode fazer com que alguém que nunca tenha pensado sobre estas questões, reflita sobre como fomos antes e como estamos agora, e como 7,3 bilhões de pessoas neste planeta tentam sobreviver, viver e o que elas fazem, alterando profundamente a biosfera e as nossa próprias vidas..

Tom Butler, o editor desse livro disse: "Os caminhos que o mundo vem se transformando, não advém da maldade humana, pois eu não acho que as pessoas acordam de manhã, se elas estão no negócio agrícola ou no setor de energia e dizem: "Bem, o que posso fazer hoje para matar o planeta?"
As pessoas acordam todos os dias e são incorporadas em um sistema social, econômico e político, e tudo parece ser normalidade para todos, mas a reflexão sobre as imagens podem ajudar a forçar politicamente o mundo, assim como a incentivar os jovens à Educação e ao Planejamento Familiar, ajudando a limitar o crescimento da população em algumas áreas, consumir com consciência e pensar mais num futuro melhor para a humanidade." (via Salon)

A reflexão sobre as imagens é justamente para isso, despertar atenção sobre o superpopulismo e consumo exacerbado e sem consciência.

E agora, diga aí se não há realmente um problema crescente em nosso mundo e se não devemos falar, interagir, levantar questões sobre esta trajetória da população humana!?

Abaixo, algumas imagens deste livro para ilustrar e aumentar nossa reflexão:

Container City em Singapura, um dos portos mais
movimentados do mundo e onde esta ferramenta é
indispensável para a economia de consumo globalizada.

Multidão irritada, acotovelam-se para distribuição de
alimentos no Haiti após terremoto de 2010.

 Caçadores de pechinchas no Black Friday que 
transforma os seres humanos em agressivos animais para o consumo.

Uma imagem tóxica em vista aérea da região de areias betuminosas
onde as operações e bacias de rejeitos são tão vastas que podem
ser vistas do espaço exterior (Canadá, Alberta)

Uma cachoeira de gelo nas regiões Ártica e Antártica, onde
o gelo está recuando. A calota de gelo derretendo-se rapidamente.
(Noruega)

Numa das mais antigas cidades da Síria, milhares de antenas
cobrem os telhados e ligam os habitantes para uma cultura de consumo globalizado.

Shangai, China, uma megacidade que se alastra com mais 
de 24 milhões de pessoas.

A mina Mir na Rússia, maior mina de diamantes do mundo.

Enormes quantidades de resíduos de lixo eletrônico são, normalmente,
enviados para países em desenvolvimento para triagem e/ou eliminação.

As redes de transportes mais globalizadas, especialmente de aviação comercial, 
são um dos principais contribuintes da poluição de ar e as emissões de gases
de efeito estufa. Rastros no céu de Londres, Inglaterra.

Incêndios mais intensos e cada vez mais frequentes, como este
em Colorado,USA consequências do aquecimento
do planeta.













terça-feira, 3 de março de 2015

Plantar e colher vida.

-Tumblr.-
Enquanto assistirmos passivos à destruição da nossa querida Gaia, Mãe Terra, o futuro de nossos filhos e netos estará sendo comprometido e eles não terão oportunidade de ver a beleza dos frutos que nascem virgens das árvores e tanta diversidade no meio ambiente que nos cerca.
Queremos frutos sem agrotóxico, sem manipulação genética, sem a morte escondida nos gomos dos sucos e nas embalagens fechadas e que poluem mais e mais o nosso mundo.

Sim, há muita destruição e inconsequências, mas há também os que trabalham em prol da vida e de garantir o melhor para as próximas gerações.  Há os que semeiam no hoje para serem colhidos pelos que virão amanhã, num trabalho de plena amorosidade e consciência. Cada folha, flor e fruto de uma árvore são símbolos de esperança para o amanhã.

Vejam a ideia original deste fabricante de papel que pode ser usado para bloquinhos, convites variados, lembrancinhas, envelopes ou caixas para presentes - você usa e ao jogar fora, ele se transforma em vida, em verde, em alimento, pois neste papel reciclado, ecológico e artesanal tem sementes de temperos ou flores. Melhor ainda se ao se desfazer do mesmo, picá-lo e colocá-lo em um vaso.
Em breve poderá colher e usufruir de rúcula, salsinha, manjericão ou enfeitar sua casa com algumas florzinhas.


Pinterest
Você poderá saber mais sobre o Papel Semente neste site: http://www.papelsemente.com.br/

Sempre haverá cabeças pensando em algo para o bem, basta que acompanhemos estes rastros de bondade e genialidade e que ajudam, mesmo que em doses menores, a manter este planetinha habitável e sadio.

Vale a pena sempre lembrar de atitudes simples que alegram nossa Mãe Gaia e que principalmente nós, seres humanos, seremos diretamente beneficiados, como:

Separar corretamente o lixo orgânico, de latas de alumínio, 
de papéis e de metais;
evitar o desperdício de água;
usar lâmpadas fluorescentes, tanto pela
durabilidade como pela possibilidade de reciclar ao final do uso;
optar por caronas solidárias;
andar de bicicleta ou a pé diminuem o nível de
emissão de gases nocivos à atmosfera.

E AQUI a ideia mais fantástica e inovadora para transformar cemitérios em lugares cheios de vida e a visão de boas recordações das pessoas que se foram. Adorei!








Lá em casa crescem pro futuro: tangerina, limão, jaboticaba, pitanga.